hosting menu left
hosting menu right


Piaggio X9 500 SL

Esta Maxi Scooter para muitos pode não agradar. Foi no entanto com ela que tudo se iniciou. Qual a finalidade? Simples.

Precisava de uma mota com a qual pudesse atravessar a Ponte 25 de Abril.

 

Morando na margem norte do rio Tejo ía, conforme muitos, passar com alguma regularidade os fins de semana à margem sul para a zona costeira.

A minha primeira ideia seria uma acelera. Porquê? Pouca prática e poucos pedais.

 

Pensei numa 125cc mas.......em tudo quanto era Stand, não mo recomendaram. Diziam:

"Daqui a 6 meses está a trocá-la porque não chega......"; "Com dois em cima a subir vê-se e deseja-se....."; "Se ganha o gosto pelo passeio....."; etc

 

Passei a pensar numa 250cc e mais uma vez diziam:

"Daqui a 6 meses está a trocá-la porque não chega......"; "Com dois em cima a subir vê-se e deseja-se....."; "Se ganha o gosto pelo passeio....."; etc

 

Passei a pensar numa 500cc e então aqui sim:

"É uma boa aposta para "começar" e ganhar o gosto mas não lhe dou 1 ano para......"

 

Ooooooooooooooookkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkey. Está entendido.

 

Cilindrada 500cc escolhida, restava a marca. PIAGGIO. Porquê? Se foram estes que se iniciaram com as aceleras.....devem ter experiência e sabem o que fazem.

 

E de facto, era uma Maxi Scooter bem concebida:

- Bons consumos (3 a 4 Lts/100Km)

- Aparelhagem suficiente (Indicador de combustível; Indicador de Temperatura; ABS; Rádio para condutor e passageiro; Intercomunicadores; descanso central eléctrico; boa protecção à aerodinâmica; diagnóstico automático da electrónica; etc....)

- Confortável (banco muito generosa quer para condutor, quer para a pendura; bom encosto para ambos)

- Silenciosa

- Bonita

 

Não sei porquê mas não fiquei com fotografias da nossa "eleita". Estranho. Fica esta para se poder apreciar. É igualmente bonita.

 

Com esta fiz apenas 6 a 7000 Km em 6 meses. O objectivo inicial desta tinha sido atingido (ganhar experiência) mas em passeios algo mais longos (150 a 200Km) começava a mostrar as suas limitações.

 

Começavam a doer-me os joelhos ( a mim e à minha companheira) o que de forma alguma poderia levar a que fizesse esticadas maiores. A manutenção preventiva também era algo elevada (cerca de 250€ a cada 3.000Km) também não ajudava. Mas servia.

 

Servia até ao dia em que......após uma revisão tive um pequeno problema com os travões e desloquei-me ao Stand para tratar do assunto.

Comecei a olhar para as motas expostas e vi uma outra que........vou vos contar. Deixou-me de olhos em bico. Era Bordeaux. Linda.

 

Terminou aqui a parceria Piaggio e estava na hora....de partir para outra.


website hosting main area bottom

Powered by Joomla!. Design by: template joomla 2.5  Valid XHTML and CSS.